Está aqui

Primeira Viagem a Moçambique?

Se está à procura de uma aventura Africana verdadeiramente única num local desconhecido - não procure mais. Moçambique é isso mesmo.

 

Porquê Moçambique?

Se ainda se está a perguntar por que deve visitar Moçambique, aqui estão as nossas 5 razões principais para visitar este País:

 

1. É um destino turístico de eleição

Amantes da aventura e viajantes que privilegiam o luxo e o conforto, de todas as partes do mundo, estão rapidamente a descobrir Moçambique. Tem sido um segredo turístico bem guardado, durante alguns anos e agora está a vir ao de cima, como um destino 'obrigatório'. É fácil de ver porquê. Moçambique tem 2.500 quilómetros de costa em estado virgem à espera de ser descoberta e tem alguns dos mais selvagens locais para safari em África.

“Moçambique está rapidamente a tornar-se a Cinderela das viagens de aventura em África – com um Parque famoso em todo o mundo, zonas sublimes para mergulho submarino, e uma costa marítima que não fica atrás de nenhuma outra." - National Geographic Adventure

Para ter uma verdadeira experiência de Moçambique, terá que planear uma combinação de praia e safari. Descontraia-se nas praias de areia branca em destinos de luxo, como Vilanculos, Pemba, Tofo, ou Quirimbas. Faça safaris fotográficos nas selvas naturais do Parque Nacional da Gorongosa, do Parque Nacional do Limpopo, ou da Reserva do Niassa, onde os animais que irá encontrar ainda vivem num verdadeiro estado selvagem.

"As praias de Moçambique e os seus safaris constituem as férias Africanas perfeitas." - The Telegraph

 

2. A comida é excelente

Moçambique tem duas vantagens principais na área da comida. Sendo um país com uma extensa costa possui alguns dos mariscos mais deliciosos do mundo. E o estilo de preparação, uma mistura de influências Africanas, Portuguesas e Indianas, é verdadeiramente único, e eleva a cozinha de Moçambique a uma classe de nível  mundial. Imagine só isto - está a jantar na praia, e à medida que sol se põe no horizonte, apresentam-lhe um prato de camarões tigre gigantes apanhados por um pescador local nessa mesma manhã. A acompanhar vem um prato típico de Moçambique, “matapa” - um caril de mandioca e amendoim. Fica ao seu critério temperar com quanto piri-piri conseguir aguentar (um molho picante de pimenta vermelha). Saboreie esta delícia com um pouco de vinho enquanto desfruta da brisa marítima.

 

Se não for pela beleza do cenário, irá certamente pela excelência da comida.

 

3. Moçambique tem uma arte, música e cultura verdadeiramente únicas

Moçambique tem uma vibrante cultura artística que é evidente onde quer que vá - cores brilhantes, música ritmada, e esculturas habilmente trabalhadas compõem a paisagem cultural. Dois dos mais influentes artistas modernos moçambicanos são Malangatana Ngwenya (pintor) e Alberto Chissano (escultor).

 

A música tradicional Moçambicanos centra-se à volta do ritmo de instrumentos feitos à mão - o tambor de mão, a marimba e o lupembe, um instrumento de sopro feito de chifre de animais. As mulheres reúnem-se em grupos, vestindo as suas capulanas tradicionais (um pano envolvente, de cores vibrantes) para cantar, bater palmas e dançar ao ritmo da música.

 

A música moderna Moçambicana tem as suas raízes no jazz tradicional e de fusão, pop, reggae e hip-hop e é uma música que o vai fazer dançar.

 

 

4. Moçambique é a “Terra da Boa Gente”

Quando Vasco da Gama desembarcou em Moçambique, no século XV, ele foi recebido tão calorosamente que chamou este lugar "Terra da Boa Gente".

 

Um sentimento retumbante que os visitantes de Moçambique ainda hoje usam para expressar quão amigáveis e convidativas as gentes locais são. Quando visitar Moçambique será recebido com faces sorridentes, risos, e uma recepção calorosa. Moçambique é considerado um dos países mais seguros da África para visitar e é fácil perceber porquê. As pessoas locais de Moçambique rapidamente irão recebê-lo em sua casa, convidá-lo para uma refeição e fazê-lo conhecer a sua família. E não se surpreenda quando estiver a  andar numa aldeia e todas as crianças por perto venham a correr para se reunir ao seu redor e dizer “Olá”. Esta é uma típica boa vinda Moçambicana.

 

5. É onde fica o Parque Nacional da Gorongosa!

Não há melhor razão para viajar para Moçambique do que para visitar o principal Parque Nacional do País. O Parque Nacional da Gorongosa tem uma beleza natural, uma cultura rica e uma história própria. Poderá visitar para se tornar uma parte do esforço de conservação da Gorongosa, testemunhando a sua abundante vida selvagem. Ou poderá ser atraído para a Gorongosa por ser um lugar "obrigatório" na lista dos observadores  de aves. Ou poderá vir para mergulhar na cultura das pessoas sorridentes da Gorongosa, saborear a sua comida, e ouvir a sua música. Ou pura e simplesmente por querer estar num lugar em que se sente que nenhum outro ser humano aqui esteve antes - um lugar no coração de África, que é tão selvagem, tão distante, que vai poder esquecer tudo o resto. Esta é a África.

 

Aqui está o que disseram os especialistas:

"Gorongosa pode ser a história de conservação mais badalada em África." - Revista Getaway

"O Parque Nacional da Gorongosa tornou-se a próxima experiência “a não perder” em África ... um dos destinos mais espectaculares e preciosos de África ... uma experiência de safari única, que gerou uma economia local sustentável e amiga do ambiente, enquanto os visitantes se tornam parte do projeto de restauração.” Men’s Journal

"O Parque Nacional da Gorongosa em Moçambique está rapidamente a tornar-se o destino mais apetecido do novo circuito de safaris em África." - Safari Interactive Travel Magazine

 

Dicas para Viajantes

 

Fuso Horário: O fuso horário de Moçambique é o mesmo da África Central, o qual é o Tempo Médio de Greenwich (TMG) + 2 horas.

 

Língua: A língua oficial de Moçambique é o Português, contudo as pessoas no Parque Nacional da Gorongosa bem como muita gente nas cidades principais também falam Inglês. Aqui estão algumas aplicações de língua Portuguesa para equipamentos Apple ou e para equipamentos Android.

 

Moeda e Bancos: A moeda de Moçambique é o Metical (MTn) e poderá trocar moeda nos bancos, nos aeroportos internacionais e em postos de câmbio no interior de Moçambique. Os Randes Sul-Africanos, Dólares e Euros são aceites em muitos locais turísticos. Os cheques de viagem só podem ser cambiados no Standard Bank. Cartões Visa e Mastercard são aceites nos maiores estabelecimentos turísticos. Todas as grandes cidades têm caixas automáticas de pagamento (ATM). Não se esqueça de dizer ao seu banco ou empresa emissora de cartão de crédito que vai viajar para Moçambique.

 

Electricidade: A electricidade em Moçambique é de 220 volts com uma frequência de 50 hertz. Irá necessitar de um adaptador eléctrico do Tipo C ou do Tipo F.

 

 

Serviços Telefónicos: O código internacional do país para Moçambique é (+258). Quando viajar em Moçambique poderá ter custos elevados, se usar o seu telefone móvel sob o contrato original. Se tiver um “smartphone”, recomendamos que desligue a opção de dados para evitar as taxas de “roaming”. Eventualmente poderá levar consigo um telefone móvel com um cartão SIM substituível. Quando chegar a Moçambique poderá comprar um "Pacote Inicial" que inclui um cartão SIM em qualquer loja de telefone celular (Mcel, Vodacom ou Movitel). Poderá comprar cartões de recargas para acrescentar minutos ao seu telefone em  muitas lojas ou a vendedores ambulantes em qualquer cidade.

 

Gorjetas e Taxas: É normal dar gorjeta e é essa a expectativa dos funcionários dos hotéis e restaurantes. Uma gorjeta de 10% será aceite com agrado. O Imposto de Valor Acrescentado (IVA) em Moçambique é de 17%.