Está aqui

Tyler Kartzinel, PhD

Tyler Kartzinel, PhD

Pós-doutorado Investigador Associado da Universidade de Princeton (EUA)

 

Cresci a explorar o ar livre e a amar a natureza. Enquanto realizava uma dupla graduação em Biologia e Estudos Ambientais no Rollins College, aperfeiçoei a capacidade técnica de que viria a precisar para realizar investigação biológica, ao mesmo tempo que desenvolvi o gosto pela complexidade dos factores históricos, científicos, sociais e económicos necessários a uma efectiva conservação. Doutorei-me pela Escola de Ecologia de Odum, na Universidade da Georgia e a minha investigação incidiu sobre a ecologia de orquídeas raras na Costa Rica. Este trabalho permitiu-me começar a combinar ferramentas genéticas de ponta com experiências de campo na área ecológica - tema este que continua na minha pesquisa como investigador associado de pós-doutoramento na Universidade de Princeton.

 

A minha pesquisa combina o trabalho de campo de grande escala com ferramentas baseadas em DNA para descobrir os processos naturais que são raros ou difíceis de observar. O foco principal da minha investigação na Gorongosa gira em torno da nossa compreensão das consequências que se seguem à extinção funcional de mamíferos de grande porte nas savanas africanas. Da mesma forma, e com maior relevância para o futuro da Gorongosa, esta investigação deve ajudar-nos a prever melhor os ensaios e atribulações de repatriar grandes mamíferos para os seus ecossistemas nativos. Em concreto, eu estou a usar ferramentas baseadas em DNA para saber mais, com uma precisão sem precedentes, acerca dos tipos de plantas que os mamíferos herbívoros estão a comer na zona da Gorongosa.

 

O Parque Nacional da Gorongosa é uma jóia ecológica que integra múltiplos ecossistemas que são fundamentais para a conservação da biodiversidade e para a vivência das comunidades. Isto, em conjugação com o pensamento de diversos investigadores científicos e de especialistas em conservação e com o estabelecimento de relações com a comunidade e com líderes em contacto com o público através do turismo e da comunicação, dão-me alguma certeza de que minha investigação científica básica irá fazer a diferença.