Está aqui

Rui Branco

Rui Branco

Veterinário do Parque

 

Eu nasci em 1982 e cresci em Maputo, Moçambique. Deixei Moçambique em 2002 para estudar Medicina Veterinária, no Brasil, na Universidade Federal do Paraná. Depois de completar os meus estudos, voltei a Moçambique e comecei a  especializar-me fauna bravia. Fiz formação intensiva na África do Sul, a maior parte com o Dr. Cobus Raath e Louis Van Wyk (dois grandes amigos e fontes de inspiração) e, durante este período, completei vários cursos de veterinária de fauna bravia e de captura de animais.

 

De 2007-2009 , trabalhei na Reserva Nacional do Niassa, no norte de Moçambique, uma das maiores áreas de conservação em África. Em Niassa fiz um levantamento sobre doenças em búfalos e campanhas de vacinação anti-rábica em cães, nas comunidades que vivem na Reserva. Esta campanha anti-rábica também fazia parte do Projecto de Carnívoros do Niassa. Entre 2007 e 2012 participei em diferentes operações de captura e translocação de animais em Moçambique e na África do Sul .

 

Envolvi-me na Gorongosa através do Projecto Leões da Gorongosa e comecei a trabalhar no Parque a partir de Novembro de 2012, e agora sou o Veterinário do Parque Nacional da Gorongosa. A primeira vez que visitei a Gorongosa, apaixonei-me imediatamente por este lugar magnífico, mas quando comecei a trabalhar no Parque e consegui explorar mais áreas, isso fez-me perceber que a Gorongosa é um dos ecossistemas mais importantes do mundo uma vez que incorpora habitats muito diversos e é sem dúvida o lugar mais bonito que eu já vi.

 

Para mim, não só é uma grande honra fazer parte deste projecto, como eu também sei que temos uma enorme responsabilidade ao proteger e restaurar o Parque Nacional da Gorongosa e melhorar a qualidade de vida das comunidades vizinhas. É igualmente um prazer para mim estar a trabalhar com uma grande equipa de colegas Moçambicanos e pessoas internacionais. Também é óptimo ver tantos jovens moçambicanos envolvidos neste projecto que mostram muita determinação para ajudar a preservar este tesouro nacional. Como conservacionista eu tenho que agradecer ao Governo de Moçambique e ao Projecto de Restauração da Gorongosa por terem juntado esforços e trabalharem arduamente  para restaurar o Parque Nacional da Gorongosa.