Está aqui

Paola Bouley

Paola Bouley

Investigadora de Leões

 

Eu nasci e cresci na África do Sul e sou ecologista e directora de um projecto, comprometido com a restauração baseada na ciência, e com a recuperação de espécies em perigo de extinção. 

 

Com dez anos de idade eu sabia que me queria dedicar à preservação dos felinos. Claro que nessa época eu nunca imaginei que veria o dia em que o Leão Africano passaria a fazer parte das espécies em perigo de extinção. Trabalhar para proteger e recuperar os leões é uma obrigação para mim, para além de ser uma paixão, à qual eu me entrego de corpo e alma. 

 

Obtive o meu mestrado em Ecologia e Biologia Sistemática no Centro Romberg Tiburon para Estudos Ambientais da Universidade Estadual de São Francisco (2005) e um bacharelato com honras em Biologia na Universidade da Califórnia em Santa Cruz (2001). Planos estão em andamento para eu começar o meu PhD na Gorongosa. Vivo com o meu marido no litoral centro-norte da Califórnia. 

 

Ouvi falar do Projecto de Restauração da Gorongosa através de um colega, com quem eu me encontrei numa pequena pista de aviação no Vale de Luangwa, quando regressava a casa depois de uma temporada investigando grandes carnívoros. Fiquei tão emocionada com o que ouvi e pelo que eu vim a saber depois, que após alguns meses, me encontrei em pleno Parque Nacional da Gorongosa lançando o Projecto Leões da Gorongosa - o primeiro esforço de investigação e recuperação de leões na Gorongosa em mais de quatro décadas. Desde esse momento que estou totalmente cativada. 

 

A próxima década será crucial para o futuro dos leões - quer nós consigamos salvá-los ou, quer nós os deixemos de poder ver em liberdade na selva, dependerá do que poderemos alcançar colectivamente. E, a Gorongosa - e Moçambique em geral - com certeza que desempenharão um papel e farão parte dessa história.

 

Em Maio de 2012, eu fundei o Projecto Leões da Gorongosa e actualmente exerço a função de Investigadora Sénior. O trabalho que eu desenvolvo a favor dos leões é também apoiado pela Universidade de Princeton, onde eu sou uma Investigadora Associada no laboratório do Dr. Rob Pringle. 

 

Eu supervisiono a monitorização, a capacitação e os esforços estratégicos de conservação focalizados nos leões, em parceria com as equipas de estudos científicos, da conservação e da gestão sénior do Parque Nacional da Gorongosa. Também trabalho em estreita colaboração com a equipa de comunicação e media para documentar e compartilhar com o mundo a história dos leões da Gorongosa.

 

A Gorongosa - a sua beleza, a sua resiliência, os seus leões, e a sua gente - inspiram-me uma tremenda esperança. Esta parque é um exemplo vivo e vibrante do que de grande pode ser feito quando as pessoas juntam as suas forças para o benefício e bem-estar das futuras gerações da fauna bravia e da população humana. É um grande privilégio fazer parte de uma oportunidade de conservação tão histórica.