Está aqui

Desenvolvimento Económico

O Parque Nacional da Gorongosa neste momento já proporciona trabalho a centenas de membros da população local, estes são empregos sustentáveis e que não são prejudiciais ao meio ambiente.

Além de empregos no Parque, nós também nos esforçamos para oferecer às pessoas da Gorongosa fontes de rendimento alternativas e sustentáveis. Programas de formação para geração de rendimentos incluem a criação de produtos como mel de abelhas e toalhas individuais de mesa. Estas últimas são feitas de bonitos tecidos de capulana e são vendidos na loja de presentes da Gorongosa.

 

Estamos a formar as comunidades locais sobre como fazer colmeias e a fornecer-lhes os materiais necessários. Essa actividade não só ajuda a obter mais rendimentos tão necessários para as famílias locais, como as colmeias são também boas amigas do meio ambiente porque necessitam da sombra de grandes árvores para poderem desenvolver-se, e isso é um bom incentivo para que elas não sejam cortadas.

 

20% das taxas de entrada do Parque vão directamente para as comunidades à volta do Parque e esses valores são geridos por Comités de Gestão de Recursos Naturais (CGRN) para serem investidos nas respectivas comunidades. Cada CGRN é composto por 25 membros da comunidades local seleccionados pelos membros da comunidade. Procuramos trabalhar de perto com estes comités para assegurar que estas receitas sejam utilizadas de forma a beneficiar toda a comunidade. Com este valor, uma comunidade construiu um posto de saúde, uma outra construiu um local de encontro para o comité, enquanto outras compraram uniformes para os guardas comunitários ou reabilitaram escolas.

 

Os CGRN também tomam decisões sobre os recursos naturais nas suas comunidades e transformam essas decisões em acções. O ano de 2012 assinalou um novo método de trabalho com os CGRN na prevenção e controlo de queimadas. Em conjunto com a equipa do PNG, todos os 15 CGRN à volta da Gorongosa criaram planos comunitários para minimizar a incidência das queimadas na sua comunidade. Estes planos explicitavam quais as actividades que deveriam ser realizadas em cada comunidade, como a criação de corta-fogos, a realização de reuniões da comunidade, e fazer queimadas controladas para reduzir o risco de incêndios florestais. Estamos a trabalhar com os diversos CGRN para organizar viagens de intercâmbio entre eles para lhes dar oportunidades de aprenderem com as diferente estratégias.

 

A agricultura é um modo de vida na região da Gorongosa e é essencial para a sobrevivência de muitas pessoas. Acreditamos que a agricultura pode ser feita de forma sustentável, e ao mesmo tempo fornecer alimentos de alta qualidade e rendimento para a população local. Estamos a trabalhar com os agricultores locais para lhes ensinar técnicas de agricultura de conservação através da criação de campos de demonstração, e do fornecimento de sementes para culturas de alto valor, como feijão, milho, sorgo, gergelim e amendoim.

 

A nossa visão é que o Parque Nacional da Gorongosa se irá tornar no principal motor do desenvolvimento económico e social sustentável nesta região. Poderá ajudar-nos a alcançar este objectivo ao vir visitar-nos e ver o nosso trabalho com os seus próprios olhos!