Está aqui

Ciência

"A Gorongosa, vou afirmá-lo agora, é ecologicamente o parque mais diverso do mundo." - E.O. Wilson

Esta é uma altura muito excitante para a ciência em Gorongosa! Alguns dos maiores cientistas do mundo estão a trabalhar aqui, estudando de tudo, desde leões e elefantes a gafanhotos e termiteiras! Um desses cientistas mundialmente famosos é o Professor E.O. Wilson, nos dias de hoje, uma das vozes mais importantes do mundo no que respeita à conservação e à biologia. Ele está a dedicar muito do seu trabalho actual ao Projecto de Restauração da Gorongosa, incluindo um próximo livro, levantamentos biológicos na Gorongosa, e alguns capítulos do seu iBook “Vida na Terra”. Demos o nome do Professor Wilson ao nosso novo laboratório de investigação em honra pela sua participação na nossa investigação científica.

 

A “Vida na Terra” de E.O. Wilson é um novo livro digital de biologia para os estudantes do ensino secundário que apresenta o Parque Nacional da Gorongosa em vários capítulos como um ecossistema modelo e o cenário ideal para lições sobre ecologia e evolução.

 

 

Os resultados do trabalho dos nossos cientistas não só permitirão decisões futuras de conservação mais bem informadas na Gorongosa, mas também irão contribuir significativamente para o nosso conhecimento e compreensão da biodiversidade das espécies e como é que todas as partes de um ecossistema se encaixam entre elas. A investigação que está a ser feita aqui vai oferecer novas pistas sobre como restaurar e salvar os lugares selvagens e os animais selvagens do mundo.

 

Vídeo por Federico Pardo / The Field Museum

Apesar de não estar aqui em pessoa, mesmo assim ainda pode participar das pesquisas sobre conservação que estão a ser feitas no Parque, bastando juntar-se à nossa comunidade on-line de cientistas cidadãos em WildCam Gorongosa. Aqui, pode ajudar a identificar os animais nas fotos tiradas pelas câmaras de vigilância activadas por detecção de movimento. Os dados gerados são então devolvidos aos cientistas do Parque Nacional da Gorongosa (PNG) para ajudar nas suas investigações. Devido ao grande volume de fotos, os cientistas cidadão são um componente essencial do projecto WildCam. Os participantes não precisam de nenhuma formação especial; o sítio Web foi concebido de forma clara, e é fácil e fascinante contribuir para esta importante investigação.

Gorongosa está realmente na vanguarda da investigação científica e nós convidamo-lo a que nos visite e encontre os nossos cientistas no terreno, e aprenda sobre o seu interessante e inovador trabalho.

 

Introdução

 

O modelo adoptado  pelo Departamento de Serviços Científicos tem três componentes:

 

Investigação – Os cientistas, tanto os da nossa equipa como os investigadores que nos visitam, estão a trabalhar no terreno para recolher informações vitais para se compreender como é que a teia ecológica da Gorongosa está integrada. Esta informação é usada para formar um importante estudo de base que permitirá acompanhar as mudanças ao longo do tempo e responder a perguntas prementes, proporcionando melhor informação de apoio às decisões da nossa conservação e da gestão do Parque. Temos também o compromisso de apoiar cientistas e funcionários locais Moçambicanos.

Saiba mais sobre as nossas investigações sobre leões, elefantes, biodiversidade,  monitorização do ecossistema

Descubra como pode tornar-se num investigador na Gorongosa

 

Análise e Gestão – As informações recolhidas pelos nossos investigadores são guardadas em bases de dados de forma a que os futuros investigadores possam continuar a enriquecer os dados recolhidos no passado. Estamos a construir o novo Laboratório E.O. Wilson no Parque para dar aos investigadores o espaço e as ferramentas que necessitam para analisar e arquivar de forma segura os dados obtidos no terreno.

Saiba mais sobre o Laboratório Wilson

 

Planeamento – A investigação científica faz parte integral do plano de longo prazo para a restauração do ecossistema da Gorongosa. À medida que novas informações são recolhidas, usamos um método adaptativo para avaliar e alterar, se necessário, a nossa estratégia ao longo do tempo. Igualmente, projectos de investigação específicos ajudam-nos a tomar decisões importantes sobre necessidades imediatas de conservação ou de desenvolvimento turístico.