Está aqui

Criaturas da montanha

Olhe atentamente por entre as folhas e poderá o seu esforço ser recompensado com a visão única: o habitante da montanha Camaleão Pigmeu da Serra da Gorongosa. Este lagarto, charmoso e pacífico, foi descoberto aqui em 1971 e não pode ser visto em nenhum outro lugar da terra.

 

Olhe para cima para a copa das árvores e poderá ver o Papa-figos de Cabeça Verde da Gorongosa, um pássaro de uma beleza impressionante, espécie também endémica da montanha. O papa-figos não é a única ave especial aqui. Outras aves, tais como o “Square-tailed drone”, “marina trogon”, “Livingstone's turaco” e “eastern bronze-naped pigeon” fazem a sua aparição e as delícias de qualquer observador de pássaros munido da lista da sua vida.

 

A floresta tropical da Serra da Gorongosa acolhe formas de vida que só podem ser encontradas aqui e em nenhum outro lugar. Os cientistas ainda só estão no início da exploração das suas riquezas, mas já sabemos que foram recentemente descobertos esperanças a cantar na copa das árvores, víboras ainda sem nome que caçam insectos nos detritos das folhas, e os nunca antes vistos crustáceos espinhosos nas folhas da vegetação rasteira. O Field Museum de Chicago realizou uma pesquisa aqui em 2011 e descobriu o que se acredita ser uma nova espécie de víboras.

 

O sopé da Serra da Gorongosa está coberto com zonas de pasto abertas, que se desagregam com ravinas profundas do rio, as quais são preenchidas com floresta ribeirinha, densa. As zonas de pasto são pontilhadas com espectaculares plantas Aloe, e as suas pequenas rochas albergam o grande lagarto Cintado laranja brilhante, que só se encontra aqui e nas montanhas de Chimanimani do Zimbábue.