Fluxo e refluxo

Por causa do terreno plano e uniforme do solo do Vale, durante a estação chuvosa, o Lago Urema enche tremendamente e derrama as suas águas sobre uma grande parte das planícies. O Rio Muaredzi, que flui para o lago do Planalto de Cheringoma, carrega muita lama e outros resíduos e tem, ao longo do tempo, vindo a construir um leque aluvial enorme, na parte sul do lago, desacelerando a drenagem deste. Embora o lago em si cubra normalmente uma superfície de apenas 10 a 15 km2, durante o pico da estação chuvosa, as suas águas podem cobrir até 200 km2, transformando planícies secas num paraíso alagado enorme para peixes, aves aquáticas, hipopótamos e crocodilos.

 

O Rio Pungué forma a fronteira sul do Parque. Como o rio Vunduzi, que alimenta Lago Urema ao longo do ano, o Pungué é um rio perene, que não desaparece, mesmo durante as secas mais graves. Durante a estação chuvosa, drena o excesso do Lago Urema e faz fluir as suas águas por cerca de 110 km, até ao Oceano Índico. Beira, uma cidade portuária vibrante, foi erigida na margem norte do delta do rio Pungué.