A Serra da Gorongosa em destaque na revista da National Geographic

28 Maio, 2013

Por Bridget Conneely - O Parque Nacional da Gorongosa tem o duplo objectivo de salvar a biodiversidade na Serra da Gorongosa e também de ajudar as comunidades humanas que lá vivem a aumentar o seu nível de vida. É uma história de esperança, determinação, e perseverança contra enormes adversidades e como seria de esperar, ocasionalmente, existem revezes e situações tristes. A revista da National Geographic queria contar esta importante história dos nossos dias e pediu ao Professor E.O. Wilson, o mundialmente conhecido cientista e autor, para escrever sobre a Serra da Gorongosa para a edição da revista de Junho de 2013.

 

Foto: Olhando para a Serra da Gorongosa (Paul Kerrison)

 

O Professor Wilson tornou-se um apreciador do grande ecossistema da Gorongosa, do qual a Serra da Gorongosa faz parte, e juntou-se a este esforço de conservação em 2011. Enquanto biólogo que quer salvar a vida na Terra, ele queria saber que espécies desconhecidas vivem neste Parque, ainda em grande parte inexplorado. Com a ajuda do seu assistente de campo local, Tonga Torcida, ele solicitou às crianças locais da Serra da Gorongosa que o ajudassem a recolher tudo o que pudessem encontrar. A diversidade das pequenas criaturas da Serra da Gorongosa foi surpreendente e ele considera que a Gorongosa é: 

“"... do ponto de vista da ecologia, o parque mais diversificado do mundo.”

 

Foto: E.O. Wilson durante o Bioblitz na Serra da Gorongosa (copyright Joel Sartore/National Geographic)

 

Ed Wilson reconheceu que a Serra da Gorongosa é importante não só pelas suas espécies endémicas, mas também porque representa uma grande parte da origem da bacia hidrográfica do parque. A floresta húmida de montanha absorve a humidade durante a estação chuvosa e fornece a água para as vastas planícies aluviais da Gorongosa durante a estação seca. Sem uma intervenção de conservação, esta floresta sagrada poderia desaparecer para sempre e os rios que fornecem a água à fauna bravia no vale mais baixo iriam secar.

 

Foto: Um dos muitos rios que têm origem na floresta húmida de montanha da Serra da Gorongosa (Piotr Naskrecki)

 

Mas esta é uma história de esperança. Os heróis desta história são os homens e as mulheres de Moçambique que trabalham arduamente, levantando-se todas as manhãs para plantarem árvores na Serra da Gorongosa. Esta equipa, liderada por Pedro Muagura, planta muitos milhares de mudas nativas todos os anos para reconstruir lentamente a floresta que tem vindo a ser destruída. Outros heróis desta história são as muitas pessoas generosas que oferecem donativos anuais para plantar árvores na Serra da Gorongosa. Sem a sua ajuda, estes trabalhadores florestais locais não teriam emprego e um lugar muito especial da nossa Terra estaria perdido para sempre.

 

Foto: Plantadoras de árvores da Serra da Gorongosa (James Byrne)

 

Desde a sua primeira visita, o Professor Wilson escreveu um livro sobre a Gorongosa (a ser lançado no próximo ano), organizou mais investigações biológicas com alguns dos melhores cientistas de todo o mundo, e desenvolveu capítulos sobre a  Gorongosa no seu novo livro de biologia digital, “A Vida na Terra”. Atribuímos ao nosso novo laboratório de investigação científica o nome do Professor Wilson como uma justa homenagem à sua visão, liderança e apoio à nossa causa.

 

O artigo na revista da National Geographic, com o título “O Renascimento da Gorongosa” escrito por E.O. Wilson estará à venda nas bancas no final de Maio. Adquira a sua cópia na sua banca de jornais e revistas habitual ou através do seu iPad, iPod ou Kindle Fire.

 

Vamos também partilhar muitas histórias e media sobre os bastidores deste artigo para que possa  estar mais informado. 

 

Categoria: 
Notícias do Parque